FIV e FELV – Doenças Felinas

Muitas pessoas quando vão adotar um gatinho principalmente via Facebook, já deve ter reparado na publicação dizendo negativo para FIV e FELV mas sabem o que significa?

FIV (Feline Immunodeficiency Virus) ou AIDS Felina: É causada por um vírus da mesma classe que o HIV, ele diminuí a capacidade do organismo de combater doenças, ou seja, diminui a imunidade. Como a AIDS humana, o vírus em si não é letal, mas qualquer gripe simples pode se tornar um verdadeiro pesadelo da noite para o dia, já que o gato não tem como combatê-la de maneira eficiente. E é aí que mora o perigo: doenças que não seriam tão graves se tornam letais, e de maneira muito, muito, muito rápida.

FELV (Feline Leukemia Virus) ou Leucemia Felina: Também é causada por um vírus e ele também causa deficiência imunológica, mas além disso pode causar câncer nas células sanguíneas (leucemia). Assim como a FIV, não tem cura e qualquer doença pode se tornar letal se não for tratada a tempo.

Transmissão

É uma doença exclusiva dos gatos, portanto se você quiser adotar um gatinho que seja positivo para FIV(+) e/ou FELV(+) e tiver crianças ou um cachorro em casa não existe nenhum problema, mas entre gatos ele terá de ser filho único.

A FIV, como a AIDS humana, é transmitida pelo sangue, principalmente por brigas e mordidas. Já a FeLV é muito mais fácil de ser transmitida: ela “passa” pela saliva e pelo contato próximo, inclusive pela caixa de areia, pelo pratinho de comida ou de água, e também por brigas e mordidas.

Meu Gato é Portador do vírus?

A única forma de descobrir é fazendo o exame de sangue específico para diagnosticar FIV e FeLV. O exame de sangue comum não detecta os vírus e não pode ser usado para excluir a possibilidade de o gato ser portador.

Cuidados especiais

Se descobrir que seu gatinho é portador não se desespere, você precisa de alguns cuidados:

  • Check up mais frequentes ao veterinário
  • Ração super premium para ajudar na imunidade do animal
  • Evitar estresse para o animal
  • Evitar o contato com outros gatos
  • Evitar o acesso a rua
  • Qualquer mudança na rotina do animal aumento ou diminuição do consumo de água e comida, tiver problemas para ir ao banheiro, etc…

Obs: O gato não demonstra quando esta doente ainda é um resquício de seus ancestrais selvagens, pois demonstrar fraqueza é sinal de vulnerabilidade, por isso a qualquer mudança de comportamento do seu gatinho não perca tempo e leve-o ao veterinário. 

Lembre-se que essa postagem é meramente informativa e não substitui a consulta com o veterinário. 

CompartilharShare on Facebook0Tweet about this on TwitterShare on Google+0Share on LinkedIn0Pin on Pinterest0Share on Tumblr0Email this to someone

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *